Caiado vence no primeiro turno em Goiás e norte não elegeu representante

191

Assim como na sua eleição em 2018, o governador Ronaldo Caiado venceu de forma inédita a reeleição no primeiro turno em 2022.

Caiado teve 1.806.892 votos, o que representa 51,81% do total. Gustavo Mendanha, segundo lugar na votação, teve 25,20%. Major Vitor Hugo (PL): 14,81% – 516.579 votos ficou e terceiro lugar.

Entre as principais propostas do governador reeleito estão: consolidar a regionalização da saúde, ampliar escolas em tempo integral distribuindo computadores a estudantes e promover concurso público para as forças de segurança.

REGIÃO NORTE NÃO ELEGEU REPRESENTANTE

Apesar da expressiva votação de dois nomes no norte goiano: Givago Valadares (PRTB), de Porangatu que obteve 18.249 votos e Rodrigo Fernandes (Avante), de Uruaçu com 17.823 votos não foram eleitos devido ao quociente eleitoral de seus partidos.

Dos 41 nomes eleitos, apenas 16 candidatos foram reeleitos, o que representa uma renovação de 60,9% na Assembleia Legislativa. As mulheres conseguiram mais representatividade. Os partidos que mais conquistaram cadeiras foram o MDB, com sete, e o União Brasil, com seis e o PRTB, com quatro conforme previa o presidente estadual, Denes Pereira.

CONFIRA OS CANDIDATOS ELEITOS; EM NEGRITO OS REELEITOS

  1. Bruno Peixoto (União Brasil): 2,14% – 73.692 votos
  2. Lucas do Vale (MDB): 1,62% – 55.747 votos
  3. Lucas Calil (MDB): 1,48% – 50.843 votos
  4. Issy Quinan (MDB): 1,38% – 47.453 votos
  5. Amilton Filho (MDB): 1,35% – 46.556 votos
  6. Antônio Gomide (PT): 1,31% – 45.256 votos
  7. Virmondes Cruvinel (União Brasil): 1,25% – 42.925 votos
  8. Lincoln Tejota (União Brasil): 1,20% – 41.456 votos
  9. Henrique César (PSC): 1,18% – 40.506 votos
  10. Cairo Salim (PSD): 1,17% – 40.359 votos
  11. Vivian Naves (Progressistas): 1,12% – 38.574 votos
  12. Jamil Calife (Progressistas): 1,11% – 38.248 votos
  13. Paulo Cezar Martins (PL): 1,09% – 37.638 votos
  14. Renato de Castro (União Brasil): 1,04% – 35.842 votos
  15. Amauri Ribeiro (União Brasil): 1,02% – 35.060 votos
  16. Major Araújo (PL): 0,99% – 33.928 votos
  17. Delegado Eduardo Prado (PL): 0,98% – 33.828 votos
  18. Charles Bento (MDB): 0,97% – 33.280 votos
  19. Wagner Neto (PRTB): 0,95% – 32.543 votos
  20. Talles Barreto (União Brasil): 0,93% – 31.961 votos
  21. Quirino (Republicanos): 0,92% – 31.559 votos
  22. Veter Martins (Patriota): 0,90% – 30.836 votos
  23. Wilde Cambão (PSD): 0,87% – 29.908 votos
  24. Lineu Olimpio (MDB): 0,86% – 29.775 votos
  25. Clécio Alves (Republicanos): 0,82% – 28.322 votos
  26. Thiago Albernaz (MDB): 0,82% – 28.229 votos
  27. Gustavo Sebba (PSDB): 0,81% – 27.973 votos
  28. André do Premium (Avante): 0,76% – 26.063 votos
  29. Coronel Adailton (PRTB): 0,74% – 25.610 votos
  30. Anderson Teodoro (Avante): 0,74% – 25.552 votos
  31. Bia de Lima (PT): 0,71% – 24.391 votos
  32. Alessandro Moreira (Progressistas): 0,68% – 23.345 votos
  33. Dr. José Machado (PSDB): 0,67% – 22.928 votos
  34. Mauro Rubem (PT): 0,65% – 22.304 votos
  35. Gugu Nader (Agir): 0,63% – 21.743 votos
  36. Júlio Pina (PRTB): 0,62% – 21.243 votos
  37. Zeli (PRTB): 0,61% – 20.967 votos
  38. Rosângela Rezende (Agir): 0,58% – 19.965 votos
  39. Karlos Cabral (PSB): 0,55% – 18.777 votos
  40. Cristiano Galindo (Solidariedade): 0,52% – 17.788 votos
  41. Cristóvão (Patriota): 0,51% – 17.484 votos

1 COMENTÁRIO

  1. Quanto será q os iludidos entenderão q n devem se candidatar sem chances claras de vitória, e deixar os c/ chances maiores p/ se elegerem? E os eleitores terem noção de se unirem a um dos candidatos c/maiores chances, p/ garantir a representatividade? Agora sem nenhum representante ficaremos sem quem lute por recursos p/ a nossa região. Simples assim. Por pura falta de compreensão popular.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui