Justiça local revoga prisão de Daniela e Dayvid continua foragido

6438
Dayvid é considerado foragido por envolvimento em homicídio motivado por ciúmes. Com a revogação, Daniela responderá ao processo em liberdade. Fotos: Reprodução.

ATUALIZAÇÃO

Os advogados de defesa de Dayvid Alves Da Silva e Daniela De Jesus Da Paixão, acusados de homicídio e que tinham um mandado de prisão preventiva em aberto conseguiram revogar a decisão junto a comarca de Porangatu. São eles: Mário Pinheiro e Rafael Rocha.

O documento é do dia 07 de abril e com ele, Daniela responderá ao processo em liberdade. Porém, a delegada regional de Porangatu, Jocelaine Braz, responsável pelo caso afirmou que não havia sido informada de tal decisão. O advogado Mário Pinheiro acredita que pode ter havido uma falha de comunicação do setor responsável no Fórum.

No documento consta que “A requerente ainda tem outras passagens pela seara criminal (fl. 196), tem endereço certo e é mãe
de 02 (duas) crianças (fls. 258 e 259), uma delas, inclusive, fruto de seu relacionamento com DAYVID, que certamente estariam necessitando de seus cuidados”.

Já a decisão que decretou a prisão preventiva de Dayvid continua valendo e ele ainda é considerado foragido. De acordo com o advogado, eles estão discutindo essa decisão nos tribunais e a defesa impetrou o Habeas Corpus que vai ser julgado pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Confira a nota na íntegra

Na condição de advogados dos senhores Dayvid Alves Da Silva e Daniela De Jesus Da Paixão, esclarecemos que não consta mandado de prisão em aberto em desfavor da acusada DANIELA, sendo que sua prisão preventiva fora revogada dia 07-04-2021 por decisão do Juiz José Augusto de Melo e Silva, da Vara Criminal da Comarca de Porangatu/GO.

Os dois suspeitos negam as acusações imputadas pela Polícia Civil e informam que os fatos serão devidamente esclarecidos no curso da ação penal, tudo de modo a provar a inocência de cada um deles.

Assim, para demonstrar a real situação do caso, requeremos a correção da matéria jornalística nos meios veiculados por esta honrada Jornalista.

Att.

A Defesa Técnica,

Dr. Mário Pinheiro e Dr. Rafael Rocha.

ENTENDA O CASO

Eles são suspeitos de envolvimento no assassinato do jovem Lindomar Amaro de Oliveira Filho de 26 anos, no dia 24 de maio de 2018. De acordo com as informações levantadas pela polícia na época, Daniela que tem uma filha com Dayvid e outra com Lindomar, ligou para a vítima pedindo que o mesmo levasse um remédio para a recém nascida de apenas dois meses.

Ao chegar na casa no setor Jardim Brasília, sem chances de defesa, teria sido recebido a tiros de espingarda por Dayvid que desde então, não foi encontrado pela polícia. Daniela teria sumido meses depois do crime, levando a filha que teve com a vítima.

Os investigados tiveram a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva no dia 13 em outubro de 2020, sendo a de Daniela revogada em abril deste ano. Quem tiver informações que leve ao paradeiro de Dayvid informar a Policia Civil no 197.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui