Cidades do Norte Goiano  em situação de emergência por causa da dengue ainda não receberam vacinas

256

A Secretaria de Saúde de Goiás (SES-GO) divulgou nesta manhã de quinta-feira (15) que 83 municípios estão em situação de emergência por dengue no Estado. Na região Norte os municípios apontados foram Estrela do Norte, Minaçu, Mundo Novo, São Miguel do Araguaia, Amaralina, Campinorte, Colinas do Sul, Mara Rosa e Uruaçu.

Até a tarde desta quarta-feira (14), o estado contabilizava mais de 15 mil casos confirmados de dengue e quase 40 mil suspeitos. Seis mortes também já foram confirmadas em Goiás em 2024. Três delas foram em Uruaçu, no norte goiano e as outras três respectivamente em Águas Lindas de Goiás, Iporá e Cristalina.

Para tentar frear o avanço da doença, o Ministério da Saúde enviou para Goiás 152 mil doses da vacina contra a dengue. Os imunizantes foram distribuídos para 51 cidades do estado. Porém, nenhuma das cidades do norte goiano considerados em situação de emergência receberam as doses. Clínicas e laboratórios particulares informaram que a vacinação na rede privada foi interrompida para abastecimento do SUS.

As cidades que começaram vacinação nesta quinta-feira (15): Abadia de Goiás, Anicuns, Araçu, Avelinópolis, Brazabrantes, Campestre de Goiás, Caturaí, Damolândia, Goiânia, Goianira, Guapó, Inhumas, Itaguari, Itauçu, Jesúpolis, Nazário, Nerópolis, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Petrolina de Goiás, Santa Bárbara de Goiás, Santa Rosa de Goiás, Santo Antônio de Goiás, São Francisco de Goiás, Taquaral de Goiás, Trindade, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Caldazinha, Cezarina, Cristianópolis, Cromínia, Edealina, Edéia, Hidrolândia, Indiara, Jandaia, Leopoldo de Bulhões, Mairipotaba, Orizona, Piracanjuba, Pontalina, Professor Jamil, São Miguel do Passa Quatro, Senador Canedo, Silvânia, Varjão, Vianópolis e Vicentinópolis.

A vacina contra a dengue, Qdenga (TAK-003), foi desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda Pharma e é distribuída pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a SES-GO, o imunizante será aplicado em duas doses com um intervalo de três meses entre elas. Pais e responsáveis das cidades que já receberam as doses podem procurar os postos de saúde para vacinar crianças de 10 e 11 anos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui