Equipe de Porangatu vence circuito de pescaria Gigantes do Araguaia

Distrito de São Miguel do Araguaia sedia, neste sábado (22/10), segunda etapa do evento, com patrocínio da Goiás Turismo. Pesca esportiva é uma das apostas do Governo de Goiás para alavancar o turismo no Estado.

474

O distrito de Luiz Alves, em São Miguel do Araguaia, sediou neste fim de semana a etapa final do Circuito Gigantes do Araguaia, com patrocínio do Governo de Goiás, por meio da Agência Estadual de Turismo (Goiás Turismo).

A equipe de Porangatu formada pelo advogado Luciano Henrique, o empresário Nivanaldo Diniz e o piloteiro Adalcino, conquistou o primeiro lugar nas duas etapas (Bandeirantes e Luiz Alves).

O evento é uma ação de promoção do segmento no Estado e atraiu pelo menos 400 competidores de vários estados que disputam mais de R$ 190 mil em prêmios. A primeira etapa foi realizada em São José dos Bandeirantes, em Nova Crixás. A pesca esportiva é uma das apostas da autarquia com o objetivo de alavancar a economia nos municípios goianos.

A largada dos competidores aconteceu neste sábado (22/10), no Porto Canoeiros. Iniciou às 07h30 e o termino foi às 18hs, prazo final em que as equipes devem retornar com os vídeos de medição e soltura dos peixes capturados, já que o circuito é 100% pesque e solte. Entre as espécies que contam pontos estão a piraíba, pirarara, cachara/pintado, bargada, tambaqui, dourada/apapá, caranha, cachorra, matrinxã, barbado e mandubé.

Potencial Turístico
O Vale do Araguaia é um dos principais destinos de turismo de pesca no Brasil. Pioneiro na pesca esportiva, o distrito de Luiz Alves conta com rede hoteleira estruturada e uma grande oferta de guias de pesca das espécies piraíba e pirarara, conhecidas como “Gigantes do Araguaia”.

Segundo o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o segmento náutico e de pesca é um dos primeiros a se recuperar após a pandemia, ajudando na retomada da indústria turística no Estado. “Estamos investindo no segmento por acreditar que ele é um dos principais motivadores de turistas para regiões consideradas piscosas no Brasil, como rios e lagos, e posicionar Goiás no mercado. Vamos colocar de fato a região do Vale do Araguaia no conhecimento do Brasil”, afirma.

De acordo com os organizadores, mais de 8 milhões de pessoas praticam a pesca esportiva no Brasil, injetando mais de R$ 1,2 bilhão nos destinos de pesca esportiva. Além disso, os pescadores esportivos são comprometidos com a preservação do meio-ambiente e com o desenvolvimento das comunidades ribeirinhas.

Como contrapartida ao apoio do Governo de Goiás, a preservação do ambiente e das espécies da fauna, flora e ictiofauna serão os temas abordados pelos organizadores nas palestras para alunos da rede pública de Luiz Alves. O objetivo é mostrar a importância da preservação de rios e lagos e, também, o papel da pesca esportiva dentro deste cenário, além de destacar que o peixe vivo vale muito mais para a economia.

Agência Estadual de Turismo – Governo de Goiás

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui