Educação nega fechamento do Ensino Médio noturno e anuncia ampliação do EJA

Educação em Goiás não está fechando vagas do Ensino Médio, mas ampliando vagas para EJA, afirmou superintendente

250

Após informações de que o Ensino Médio Noturno poderia ser extinto, a deputada Bia de Lima (PT) solicitou esclarecimentos à secretária de Estado da Educação de Goiás, Fátima Gaviolli, e ao Procurador-Geral de Justiça, Cyro Terra Peres.

Segundo Bia, não estão claros os motivos que fundamentaram a medida. Conforme a deputada, que também é presidenta do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), foram várias as denúncias e reclamações, tanto de profissionais da categoria, como de pais e responsáveis por estudantes.

“Muitos dos estudantes que frequentam o período noturno ainda não têm idade suficiente para a Educação de Jovens e Adultos, e isso gera uma preocupação imensa, tanto para os pais, quanto para os próprios alunos, que ficam sem condições de estudar. Precisamos saber como está a real situação e o que levou a essa medida, no entanto, da forma como está sendo feito, não é aceitável”, afirma Bia de Lima.

A deputada Bia de Lima solicitou, não só esclarecimentos sobre a referida medida, de forma a elucidar o fundamento para a adoção dessa, bem como medidas providenciais e a previsão de reabertura e retomada das atividades. O fechamento de salas do ensino médio regular do período noturno da rede estadual de educação causou grande insatisfação aos estudantes e familiares, que pedem a revogação da medida que transferiu as turmas para a modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Uma audiência pública está agendada para esta terça-feira (16), às 13h30, na Sala 301, no 3º andar, na Alego.

A reunião, promovida pela deputada Bia de Lima, que também preside a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, possibilitará a discussão do assunto. Estão convidados a Secretaria de Educação; Ministério Público de Goiás (MPGO); Fórum de EJA; Conselho Estadual de Educação; Fórum Estadual de Educação; Superintendência do Ensino Médio; Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego); Representação dos Estudantes – URGES, além dos deputados que compõem a Comissão de Educação da Casa.

Ampliando vagas para EJA

A superintendente de Gestão Estratégica e Avaliação de Resultados da Secretaria de Estado de Educação, Márcia Maria de Carvalho Pereira explicou que o Governo de Goiás não está fechando turmas do Ensino Médio. Ela afirmou que o que está sendo informado é uma ampliação da oferta para a Educação de Jovens e Adultos (Eja).

“Não procede! Todas as escolas que ofertam noturno continuam abertas. O que está acontecendo é que estamos ampliando a oferta do Ensino de Jovens e Adultos da EJA noturna, para fomentar a demanda latente que temos para a modalidade de ensino. O pessoal reclama que tem pouca oferta, que eles gostariam de concluir o Ensino Médio com menos tempo, para conseguir uma Universidade rapidamente, a EJA proporciona isso”, apontou Márcia Maria.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui