Estudante de História da UEG de Porangatu é o novo diretor de Universidades Públicas da União Estadual dos Estudantes de Goiás

Na última sexta-feira, o estudante Gilson Neto, tomou posse como diretor de universidades públicas da UEE Goiás.

1272

A UEE é uma entidade histórica na luta do movimento estudantil e esse ano completou 70 anos. Na vanguarda, da luta, pela permanência e acesso à universidade, a UEE e sua diretoria sempre contribuiu para que os estudantes goianos conquistassem seus direitos e também a não retiradas deles.

Na última gestão, liderada pela presidente Thaís Falone, foi alcançado a permanência do passe livre estudantil, a redução de 30% nas mensalidades em 30 instituições privadas durante o período da pandemia, a regularização da entidade frente a Receita Federal e ao Cartório, também alcançaram 390 mil reais em emendas parlamentares que subsidiaram a reforma estrutural da sede da entidade.

Na cerimônia de posse, várias autoridades se fizeram presentes como, o Deputado Federal Elias Vaz, o Professor Raiton Presidente da Sinpro Goiás e da Central dos Trabalhadores do Brasil, o Fernando Mota que é Presidente do SINTIFES – Goiás, o Magnífico Reitor da UFG Edward Madureira, a Vereadora Aava Santiago, a presidente do SINTEGO Bia de Lima e a Coordenadora Geral da Pró Reitoria de Extensão e assuntos estudantis da UEG, a professora Paula Roberta Chagas.

A unidade da UEG de Porangatu será representada na diretoria executiva da entidade, através do diretor Gilson Neto, que assumirá o comando da pasta de universidades públicas, para defender a UEG, contra todo sucateamento e corte de verbas orçamentárias promovidas pelo governo estadual.

Assume como presidente o estudante Ranilson Júnior, estudante de direito da PUC Goiás, que tocará as pautas em defesa dos estudantes e a permanência dos mesmos nas universidades privadas e públicas durante o próximo período.

“Vivemos um momento muito difícil para os estudantes brasileiros e goianos, já são 1 bilhão de cortes anunciados pelo governo federal na educação, resistir a isso será a grande tarefa da UEE Goiás”, pontuou Gilson.

3 COMENTÁRIOS

  1. Essa participações dos jovens de Porangatu na UEE-GO aconteceu em um momento oportuno.Uma vez que a unidade da UEG local esta ameaçada de fechar suas portas (pelo menos é as informações divulgadas). Está na hora desses jovens brigarem pela unidade da UEG Porangatú porque os políticos se calaram. Boa Sorte!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui