Empresária é presa acusada de aplicar golpes contra idosos e deficientes

A divulgação das imagens da acusada foi divulgada com o objetivo de identificar testemunhas e vítimas potenciais de outros crimes patrimoniais.

1213

A equipe de investigadores da Polícia Civil de Mara Rosa cumpriu nesta terça-feira (14), mandado de prisão preventiva, em desfavor de uma mulher de 48 anos, investigada por se apropriar de benefícios previdenciários de idosos e portador de deficiência.

Durante as investigações, apurou-se que a investigada utilizava o próprio estabelecimento comercial no município, Amaralina, para efetuar saques e contrair empréstimos utilizando cartões magnéticos de idosos – dentre os quais seu sogro, um idoso de 79 anos de idade -, os quais lhe entregavam seus cartões e senhas, confiando que receberiam os devidos repasses.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Matheus Ferreira de Oliveira, seis pessoas denunciaram a empresária, Eliene Maria de Jesus Rosa, que utilizaria os cartões das vítimas para sacar os benefícios e fazer empréstimos para ela mesmo.

De acordo com as denúncias, os empréstimos e saques vinham sendo feitos há mais de um ano e, ao todo, o prejuízo das pessoas ultrapassa R$ 30 mil. Só no nome do sogro dela são dois empréstimos no total de R$ 9 mil.

A divulgação das imagens da acusada foi divulgada com o objetivo de identificar testemunhas e vítimas potenciais de outros crimes patrimoniais. Após as providências de estilo, o procedimento foi encaminhado ao Poder Judiciário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui