Governo de Goiás oferece 980 vagas de curso gratuito de robótica para crianças e adolescentes

Inscrições podem ser feitas até 14 de fevereiro por estudantes de 8 a 18 anos de escolas públicas ou bolsistas da rede privada

244
Adolescentes realizam atividades no laboratório Include: robótica ao alcance de todos

O Governo de Goiás abriu 980 vagas para curso gratuito de robótica voltado para crianças e adolescentes em 13 cidades. As aulas são oferecidas dentro do programa Include, numa parceria com o Instituto Campus Party, e têm o objetivo de inserir jovens de comunidades de baixa renda no ambiente tecnológico, por meio do ensino gratuito de robótica, computação e programação.

São 70 vagas para cada um dos 14 laboratórios do programa em atividade em Goiás, localizados em: Porangatu, São Miguel do Araguaia, Goiânia, Aparecida de Goiânia, Aruanã, Catalão, Cristalina, Mambaí, Pirenópolis, Rio Verde, São Luís de Montes Belos, Trindade e Uruana. A capital tem dois laboratórios: um no Jardim Novo Mundo e outro no Jardim Guanabara II.

Podem se inscrever estudantes de escola pública ou bolsistas da rede privada que tenham entre 8 e 18 anos de idade. As inscrições devem ser feitas até 14 de fevereiro pelo site da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação de Goiás (Secti), https://inovacao.go.gov.br/formacao-de-talentos/laboratorios-include.html, ou pelo site institutocampusparty.org.br/inscricao-aluno/.

Todos os laboratórios têm equipamentos para aulas de robótica, programação, eletrônica, sensores e mecânica, além de impressoras 3D, óculos de realidade virtual, drones, computadores, entre outros. “Um dos nossos objetivos é aumentar a base de futuros cientistas e profissionais da área de tecnologia em Goiás. E alcançaremos isso, por exemplo, dando oportunidade para que crianças se envolvam o quanto antes com o mundo da programação e da robótica”, relata o titular da Secti, José Frederico Lyra Netto.

Segundo a diretora Nacional do Projeto Include, Sidiane Zanin, a missão do é “levar conhecimento e informação para crianças e adolescentes de comunidades carentes, promovendo a inclusão social e dando oportunidade de acesso à tecnologia e à cultura maker a todos.”

Fotos: Secti

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui