Homem com passagens pede para a polícia não o abordar

Um homem com passagens por homicídios, Furto e tráfico de drogas procurou o quartel para pedir que os policiais parassem de abordá- lo porque quando vê a viatura o coração dispara.

742

Um fato inusitado chamou a atenção do major Dennys Dalla, comandante da 7ª companhia Independente da Polícia Militar de Alvorada no Sul do Tocantins.

Um homem com passagens por homicídio, furto e tráficos de drogas procurou o quartel para pedir que os polícias parassem de abordá-lo porque quando vê a viatura o coração dispara e ele está agoniado. Além de ir ao quartel ele também foi à delegacia antes, para fazer o mesmo pedido.

O comandante é claro, achou a situação engraçada, Mais daí após consultar a ficha dele eu disse, Reforçou que não tem como pedir aos polícias para não abordar. O comandante afirmar que o procedimento é feito dentro da legalidade e mediante fundada suspeita.

“Eu peço a compreensão da sociedade para apoiar a polícia nessas ações e o que eu quero do cidadão do bem é humana, legalista, técnica e está preparada para ajudar e proteger o cidadão de bem”.

A sétima companhia independente da polícia militar de alvorada foi criada no início deste ano pelo o governo do Tocantins, Após a formatura de novos soldados aprovados no último concurso público da polícia militar. A unidade é responsável pelo policiamento de cinco cidades: Alvorada, Figueirópolis, Talismã, Sandolândia e Araguaçu.

A maior presença da PM na região tem dado mais segurança para a população e nos últimos dez dias foram feitas sete prisões de suspeitos considerados perigosos.

Um homem com passagens por homicídio, Furto e tráficos de drogas procurou o quartel para pedir que os polícias parassem de abordá-lo porque quando vê a viatura o coração dispara e ele está agoniado. Além de ir ao quartel ele também foi à delegacia antes, Para fazer o mesmo pedido.

O comandante é claro, achou a situação engraçada, Mais daí após consultar a ficha dele eu disse, Reforçou que não tem como pedir aos polícias para não abordar. O comandante afirmar que o procedimento é feito dentro da legalidade e mediante fundada suspeita.

“Eu peço a compreensão da sociedade para apoiar a polícia nessas ações e o que eu quero do cidadão do bem é humana, legalista, técnica e está preparada para ajudar e proteger o cidadão de bem”.

A sétima companhia independente da polícia militar de alvorada foi criada no início deste ano pelo o governo do Tocantins, Após a formatura de novos soldados aprovados no último concurso público da polícia militar. A unidade é responsável pelo policiamento de cinco cidades: Alvorada, Figueiropólis, Talismã, Sandolândia e Araguaçu.

A busca policial é um procedimento previsto no Código de Processo Penal brasileiro.




DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui