Homem é preso por estupro de adolescente com deficiência mental

Mauro prometia presentes ou alimentos ao adolescente como forma de atraí-lo até sua residência, para então realizar a prática libidinosa.

1152

A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Uruaçu, norte de Goiás, cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de Mauro Geraldo Nunes após instauração de inquérito policial visando apurar a prática do crime de estupro de vulnerável.

Após denúncia apresentada na Deam de Uruaçu, narrando que Mauro estaria praticado sexo com um adolescente que possui deficiência mental (esquizofrenia, bipolaridade, entre outros), foi instaurado procedimento criminal e realizadas oitivas da vítima e testemunhas.

Durante a instrução verificou-se que Mauro prometia presentes ou alimentos ao adolescente como forma de atraí-lo até sua residência, para então realizar a prática libidinosa. Em um dos atos de abusos, foi gerado diversas lesões e fissuras no ânus da vítima.

Apurou-se ainda que Mauro estava fazendo insinuações para também manter relações sexuais com o irmão da vítima, que possui apenas 09 (nove) anos de idade.

Em razão da gravidade dos fatos, a Polícia Civil prontamente representou pela prisão preventiva do investigado, a qual foi deferida pelo Poder Judiciário. A Polícia Civil cumpriu a prisão preventiva decretada e o investigado se encontra à disposição do Poder Judiciário.

De acordo com a Polícia Civil, a divulgação da imagem do investigado é necessária para angariar novas testemunhas sobre os fatos objeto de apuração e também (e principalmente) para identificar e localizar possíveis outras vítimas, ainda desconhecidas, possibilitando que compareçam até esta unidade policial, realizem o reconhecimento e prestem esclarecimentos.

Bem por isso, a divulgação da imagem do investigado foi procedida nos termos da Lei n. 13.869/2019, Portaria n. 02/2020 – PC e Despacho do Delegado de Polícia responsável pela investigação.

EQUIPE: Delegado Peterson Ferreira Amin, Escrivã de Polícia Mayda Ribeiro de Jesus, agente Rafael Regino da Silva dos Santos e apoio administrativo Adenil.

Fonte: Polícia Civil

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui