Jovem que foi baleada na cabeça, morre dias depois em Goiânia

525

Uma semana após ter sido socorrida e encaminhada para Goiânia (GO), baleada na cabeça durante um possível tiroteio em uma distribuidora, no Jardim Primavera, em Niquelândia, a jovem Marisa da Silva Souza Tomaz, de 22 anos, veio a óbito neste sábado (04).

Ela não tinha nada a ver com a discussão que aconteceu na distribuidora que deixou como vítima fatal, um dos envolvidos na situação, Cleverson da Silva Santos, conhecido como Crevim.

ENTENDA O CASO

Na madrugada de sábado, 28, na Avenida Brasil, em Niquelândia, durante possível tiroteio, duas pessoas foram baleadas, sendo que uma veio à óbito.

O jovem de 22 anos, identificado como Cleverson da Silva Santos, conhecido como Crevim, possuía passagem pela polícia por tráfico de drogas.

Ele estava em uma distribuidora e teria se desentendido com dois homens. Durante a discussão, Crevim teria dado tiros para o alto para afasta-los. Os homens saíram do local e aproximadamente 20 minutos depois retornaram também armados e revidaram os tiros.

Um dos tiros direcionados ao jovem atingiu uma frequentadora do local, Marisa da Silva Souza Tomaz, também de 22 anos. Ela foi socorrida e encaminhada ao Hospital Municipal Santa Efigênia e, posteriormente, transferida para o Hospital Neurológico de Goiânia.

O jovem tentou fugir também pra rua, mas foi atingido e morreu poucos metros dali. os autores do crime estavam num veículo Gol, de cor prata.

A Polícia Civil de Niquelândia investiga o caso para encontrar os autores dos disparos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui