Médica gestante que trabalhou em Porangatu morre de Covid19

Cibele estava grávida de oito meses e os médicos conseguiram salvar o bebê, um menino, em um parto de emergência. Ele foi encaminhado para UTI em Goiânia.

3148

A médica Cibele Bento Rodrigues, de 38 anos, que trabalhou em Porangatu entre 2015 e 2018, através do Programa Mais Médicos, morreu vítima da Covid 19, nesta terça-feira (06)

Cibele havia retornado à sua cidade natal, Ribeirãozinho, 110 de Barra do Garça (MT) e estava grávida de oito meses.

Os médicos conseguiram salvar o bebê, um menino, em um parto de emergência, sendo o mesmo transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea para Goiânia (GO).

Na casa dela, além da médica, mais seis pessoas testaram positivo para a Covid. Ela passou mal no final de semana e procurou o atendimento hospitalar na segunda-feira (05), com quadro de tosse. Ela precisava ser intubada, mas sofreu uma parada cardíaca e morreu.

Cibele é filha do ex-vereador José Rodrigues Neto e Claudeides Rodrigues. Ela foi enterrada naquela tarde, sem velório devido o protocolo sanitário. Cibele tinha experiência como biomédica e fez especializações na Bolívia, além de participar do programa Mais Médicos.

Conforme o informativo da secretaria de Saúde de Barra do Garça, somente neste começo de semana foram registradas 10 mortes pela doença. Na segunda-feira (5), o documento registrou seis mortes ocorridas durante o feriado de Páscoa.

Gravidez e Covid19

A gestação deixa a mulher mais vulnerável a contrair infecções e às complicações das infecções, inclusive a Covid-19, porque ela entra em um estado de imunossupressão. São complicações tanto clínicas, que podem ser necessárias de hospitalizações, e também complicações obstétricas.

É no pré-natal que se pode excluir causas e fazer tratamentos que vão prevenir trabalho de parto prematuro, síndromes hipertensivas graves maternas que levem ao parto prematuro, dentre outros.

No cenário da gravidez em plena pandemia da COVID-19, é também importante comentar que, até o momento, as mulheres grávidas e lactantes não são incluídas na maioria das campanhas de vacinação do mundo por falta de pesquisas sobre o efeito dos imunizantes no organismo, durante a Fase 3 dos estudos clínicos. Dessa forma, cuidados como higienização das mãos, uso de máscaras e distanciamento social são fundamentais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui