Militar morre afogado durante pescaria noturna

515

Edivaldo Barbosa da Costa, 2º tenente da reserva remunerada da Polícia Militar (PM) do Distrito Federal (DF), morreu aos 59 anos, depois que a canoa em que ele estava afundou no Lago Serra da Mesa, região da Barriguda, em Colinas do Sul, no norte goiano.

O acidente com a canoa aconteceu na noite da última quarta-feira (25) e os outros dois pescadores conseguiram se salvar. O corpo do PM foi encontrado no dia seguinte do acidente, quinta-feira (26) pela equipe de Bombeiros de Niquelândia.

Em nota, a PM-DF lamentou a morte do tenente e disse que ele entrou na polícia em setembro de 1987, sendo a sua última lotação no Centro de inteligência, onde atuou até ingressar na Reserva Remunerada.

Os dois sobreviventes relataram que a água estava muito agitada, jogando água em seu rosto do militar que se desesperou com a situação e acabou engolindo muita água, provocando sua morte por afogamento.

Um dos pescadores amarrou o corpo do PM na embarcação, que não afundou por completo, por causa de um isopor. Esse pescador, que amarrou o corpo, tentou nadar até a margem, mas devido à exaustão, se agarrou a uma galhada no lago, até o momento que resgatado pelos bombeiros.

O outro sobrevivente conseguiu nadar por algumas horas para pedir ajuda. Os três estavam com colete salva-vidas. Além dos bombeiros, a Marinha do Brasil e o Instituto Médico Legal (IML) apoiaram a ocorrência.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui