Mulher fica cega após cirurgia em Minaçu

730

O que era pra ser uma cirurgia para elevar a autoestima de uma mulher em Minaçu, norte de Goiás, se tornou um pesadelo na vida dela.

A empresária Alessandra da Veiga Lobo, 50 anos, perdeu a visão total do olho direito depois de passar por uma cirurgia de blefaroplastia – procedimento cirúrgico usado para tratar ou corrigir o excesso de pele das pálpebras.

O procedimento foi realizado no dia 3 de Junho deste ano, no Hospital Cop-Saúde, da Sama, por um médico amigo da família e outras duas profissionais da área, sendo o médico é Ariano da Paz Melo, sua esposa que é anestesista, Adriana Aleixo, e a médica Ana Cláudia Santos Queiroz, de Minas Gerais e teria vindo exclusivamente para realizar o procedimento.

De acordo com a paciente antes e durante a cirurgia Ana Cláudia estava ensinando Ariano os procedimentos, e apesar de estranhar a situação confiou o médico que era conhecido da família. Logo depois quando estava em sua casa, a mulher começou a sentir uma forte dor na cabeça e no olho.

Ela também sentiu dormência no lado direito e contrações involuntárias. Ao olhar no espelho viu que seu olho estava mudando e com uma cor diferente. Ao entrar em contato com a equipe médica, eles a teriam dito que estaria tudo bem e receitaram medicações para cessar a dor.

Após perder a visão, Alessandra procurou um hospital referência na área e foi informada que a cegueira que atingiu o olho operado era irreversível porque ocorreu o descolamento de retina e perfuração na córnea. Somente depois do ocorrido a paciente descobriu que o médico, amigo da família, não teria autorização para atuar como cirurgião, nem como oftalmologista, no Conselho Regional de Medicina.

Já as outras duas profissionais estariam credenciadas a realizar uma cirurgia de pequeno potencial invasivo. Atualmente a mulher está com o olho vermelho e faz uso constante de medicamentos. O caso foi registrado na Polícia Civil e foi aberto um processo contra os médicos que fizeram o procedimento.

A Polícia Civil disse que pediu laudos periciais e só vai se pronunciar depois que receber os resultados. Os médicos investigados estão sendo ouvidos no inquérito. A equipe ainda não se pronunciou sobre o caso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui