PC deflagra operação Estamos de Olho

O atendimento era realizado em uma escola de Uruaçu por uma pessoa sem capacitação técnica para prescrever receituários médicos

330
A ação “filantrópica” foi divulgada, mas os atendentes não tem capacitação técnica para receitar os pacientes.

A Polícia Civil da 18ª regional de Uruaçu, deflagrou a operação “Estamos de Olho”, e desmantelou neste sábado (27), uma rede de atendimento oftalmológico ilegal na cidade, composta por pessoas sem formação médica e que vinham gerando riscos à saúde da população.

Segundo o delegado Peterson Amin, o atendimento era realizado em uma escola de Uruaçu por uma pessoa sem capacitação técnica para prescrever receituários médicos com o grau correto para a visão dos pacientes e que mesmo assim teria prescrevido 80 receitas.

A operação teve início após denúncia anônima de onde estaria ocorrendo os atendimentos. Ainda de acordo com a denúncia, a situação era realizada com frequência na cidade e inclusive com divulgação nas redes sociais.

A ação “filantrópica” teria sido organizada por um vereador que está sendo investigado. Três pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão  e o procedimento policial lavrado será encaminhado ao Poder Judiciário. Se condenados, os acusados podem pegar até dois anos de reclusão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui