Porangatu é a primeira cidade Goiana a ter 100% dos serviços integrados a RedeSim2.0

1261

Porangatu entrou para a história do empreendedorismo goiano como a primeira cidade a integrar 100% dos serviços referentes à abertura de empresas na RedeSim 2.0. O Município do norte goiano que tem cerca de 44 mil habitantes, conta com 5188 empresas ativas, 634 delas abertas no ano passado. O comércio é um ramo forte na cidade, com destaque para artigos de vestuário e acessórios, comércio varejista de bebidas e promoção de vendas.

Cinco municípios goianos foram escolhidos para um projeto-piloto promovido por meio de uma parceria firmada entre a Junta Comercial de Goiás, Sebrae, Vox tecnologia e as prefeituras envolvidas (Porangatu, Quirinópolis, Alexânia, Jaraguá e Itumbiara). O objetivo é integrar de forma robusta todos os serviços referentes às prefeituras dentro do sistema da RedeSim.

A Prefeita de Porangatu, Vanuza Valadares, informou que para isso foi desenvolvido um trabalho intenso de treinamento com os servidores das pastas envolvidas, buscando instrumentalizar os entes para aprimorar a qualidade e a agilidade dos serviços já oferecidos pela RedeSim (Rede nacional para a simplificação do registro e da legalização de empresas e negócios).

Porangatu é a primeira das cinco cidades a conseguir integrar 100% dos processos na RedeSim 2.0. Uma cerimônia comemorativa com o descerramento de uma placa aconteceu para marcar este momento histórico para a cidade.

Melhorias nos serviços
Os resultados do trabalho desenvolvido já estão visíveis. Em Porangatu, a consulta prévia (que é a parte inicial do trâmite, onde a prefeitura faz a análise detalhada para determinar se aquela empresa pode ser aberta naquela localidade), passou de uma média de 18h54 para 1h08 de espera. Além disso, serviços como o alvará sanitário e de meio ambiente, de responsabilidade do município, passaram a integrar ao sistema, podendo assim ser solicitados diretamente no portal do empreendedor goiano. A inscrição municipal também é outro documento que agora fica disponível para solicitação diretamente na rede.

O tempo de abertura de empresas no município já apresenta impactos positivos. Antes do início do processo de implantação da RedeSim 2.0, em 2022, o tempo de abertura de um novo CNPJ no município era de 16 horas e 21 minutos. Hoje, este prazo foi reduzido para apenas 6 horas e 10 minutos. Com a otimização, o volume de requisições aumentou: em 2021 foram 605, enquanto em 2023 chegaram a 855 somente em Porangatu.

O Presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira, afirmou que essa integração proporciona um sistema mais ágil, facilitando tanto a abertura quanto a gestão de empresas. Agora, em apenas alguns cliques, é possível realizar todas as etapas burocráticas com rapidez e segurança. A Redesim 2.0 veio para simplificar a vida dos empreendedores, tornando o ambiente de negócios mais dinâmico e acessível.

Para o gestor de desburocratização do Sebrae Goiás, Allan Maximo, a parceria entre o Governo Municipal de Porangatu, a Junta Comercial e o Sebrae Goiás foi idealizada de modo a fazer não só a sensibilização, mas também o trabalho técnico da implantação da RedeSim 2.0.

Fonte: Sebrae GO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui