Prefeito que invadiu e atirou na casa da ex tentou impedir blitz, foi cassado e ameaçou ‘eliminar’ Lula e Moraes

467

O prefeito de Iporá (GO), Naçoitan Araújo Leite, que atirou 15 vezes na casa de sua ex-namorada e está foragido, coleciona acusações criminais também na esfera política. Imagens mostram a situação da casa após os disparos.

Naçoitan também já tentou impedir uma blitz, foi cassado e gravou áudio ameaçando ‘eliminar’ o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Em outra gravação, já em 2018, durante uma discussão o prefeito tenta convencer fiscais de trânsito a não realizar blitz com bafômetro em uma rua da cidade no dia em que era realizada a exposição agropecuária da cidade.

Já em 2016, a Justiça Eleitoral cassou os registros de candidatura de Naçoitan Leite e de seu vice, Duílio Alves de Siqueira. De acordo com a decisão, ambos foram beneficiados por condutas irregulares do antigo prefeito Danilo Gleic dos Santos, que apoiava as candidaturas deles.

Em 2020, a 65ª Sessão Plenária Ordinária do Tribunal Regional Eleitoral manteve a sentença de cassação e informou que o afastamento do prefeito e do vice-prefeito aconteceria após o julgamento dos embargos declaratórios. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) não se posicionou sobre o motivo do prefeito não ter sido afastado.

Na recente gravação, na madrugada desta sábado (18), imagens de câmera de segurança filmaram o momento em que o prefeito invadiu a casa com uma caminhonete. Ele para a caminhonete em frente a casa, desce e vê se há alguém dentro do imóvel. Depois, Naçoitan voltou para o veículo e acelerou contra o portão.

O prefeito atirou 15 vezes contra o quarto onde a ex-companheira estava com o namorado e cerca de 3 minutos depois, ele saiu do local. Naçoitan estava separado da mulher há cerca de dois meses e teria cometido o crime por não aceitar o fim da relação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui