Produtor tem carro invadido pela água em alagamento

Segundo ele, mais uma vez perdeu o motor do veículo pelo mesmo problema.

507
Ele já passou pelo mesmo problema e pede que o novo prefeito dê atenção para a região assim que possível.

O produtor rural, Edson Araújo, registrou em vídeo a situação da na estrada da região do Corrente, na zona rural de Trombas. Ele teve o carro invadido pela água de um alagamento o motor pode ter fundido. Segundo ele, já é a segunda vez que perde o motor do veículo pelo mesmo problema.

“Motorzinho do carro, mais uma vez vai embora dentro da água. O socorro acabou de chegar pra poder puxar, mas esse motor aí provavelmente já era”, diz ele no vídeo. Assim que nos repassou o vídeo, o Edson pediu para mostrar a situação ao novo prefeito da cidade para que assim que possível, dê uma atenção ao problema.

“Eu perdi o motor do meu carro em um poço de água na estrada que vai pra casa do meu pai. Uma região que tem tantos produtores de grãos e também pecuaristas e olha a situação das nossas estradas que a gestão anterior não fez a manutenção. Então, eu peço ao atual prefeito que olhe por nós aqui”, pediu Edson.

Nós encaminhamos as imagens e as mensagens ao prefeito Delvair Ramos Marinho, popular Prego, que explicou que não é só o município de Trombas e nem só essa região do Corrente, mas sim, geral. O prefeito também afirmou que fará o possível para resolver o problemas mesmo diante de algumas dificuldades apontadas por ele.

Além do motor, a água também invadiu a parte interna nos bancos.

“Essa situação de alagamento, atoleiro, graças a Deus está bom esses dias pra chover. Por enquanto, o jeito é a população ter mais um pouco de paciência. Até porque também essa situação é um descaso que já vem de outro mandato e, nós, já fizemos toda a trajetória dentro do município desde a campanha e conhecemos toda a demanda. Estamos atrás de deputados, de emendas, de requisição de maquinário, porque estamos sem maquinários no município para podermos iniciar.

Outra questão que o prefeito destacou e que, conforme explicou muitas pessoas não tem conhecimento e que é uma das maiores dificuldade que enfrentam hoje com relação as vias da zona rural, é que elas ficaram mais baixas as estradas do que o nível das lavouras, das pastagens.

“E hoje como todo fazendeiro, aproveita sua propriedade quase toda só pra pasto, nós não temos local para pegar cascalho porque essas estradas tem que ser levantadas, baloadas, pra diminuir as enxurradas e alagamentos. E quando a gente chega com a máquina em um local, é pouca gente que disponibiliza o material para fazer o cascalhamento e levantar as estradas, até porque quando é uma região que tem muito alagamento é porque é uma região ruim de cascalho”, informou Prego.

O prefeito ainda avaliou a questão da distância para buscar o material, mas, reforçou que irá tomar providência, inclusive procurando os fazendeiros e as pessoas que tiverem o cascalho disponível em suas propriedades para que assim que começar a movimentação de maquinários, possa ser fornecido.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui