Quinta morte é registrada após queda de energia no Hcamp Porangatu

Houve um problema no compressor que gera o ar medicinal e foi acionado os cilindros reservas. Porém, esses cilindros eram insuficientes para ficar muito tempo. Talvez, prevendo o desabastecimento no período da madrugada, a equipe médica decidiu fazer a transferência dos pacientes.

1569

Na tarde desta terça-feira (13), foi confirmado mais uma morte entre os pacientes que foram transferidos do Hcamp Porangatu para o Hospital Centro Norte – HCN de Uruaçu, no norte goiano.

Com essa, sobe para cinco o número de mortes em decorrência da queda de energia e transferência de urgência de pacientes em 48 horas após o ocorrido. A última vítima, até então, foi Nivaldo Ferreira dos Santos.

Também faleceram em aproximadamente 24 horas: Celso Rodrigues, 61 anos, de Porangatu e Divina Geralda de Oliveira, de 79 anos, da cidade de Novo Planalto. Albinor Rodrigues Pereira de 76 anos que morreu no Hcamp Porangatu, antes da transferência e Altamiro Antônio de Souza de 70 anos que faleceu no Pronto Socorro de Uruaçu.

Nivaldo era contador concursado da Câmara de Vereadores de Talismã e prestou também serviços relevantes para a Casa Legislativa de Alvorada, ambas no sul do Tocantins.

O prefeito de Talismã e presidente da ATM, Diogo Borges juntamente com o residente da Câmara Municipal, Manoel Gomes da Silva (Manoel do Pará), e servidores municipais, lamentaram com pesar o falecimento decretando “Luto Oficial” em todo Território Municipal pelo período de 03 (três) dias, com bandeiras a serem hasteadas a meio mastro, a contar da presente data.

Nota Informativa da Secretaria Estadual de Saúde

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) e o Hospital de Enfrentamento à covid-19 do Centro-Norte Goiano (HCN) informam que os pacientes que foram admitidos do HCamp de Porangatu estavam em estado muito grave.

Das 12 vagas solicitadas, houve um óbito na cidade de origem; três óbitos antes de completar as primeiras 24 horas de internação no HCN e um óbito antes de completar 48 horas de internação na unidade.

Quatro pacientes seguem em UTI, estado gravíssimo, dois pacientes em UTI em estado grave e um paciente estável, recebeu alta da UTI para a enfermaria em 24 horas depois de ser admitido.

Polícia Civil investiga falha em gerador

A Polícia Civil abriu uma investigação para apurar se houve negligência com relação a manutenção do sistema do gerador e se as mortes podem estar relacionadas com a falta de energia que desencadeou na necessidade do acionamento do compressor que teve a correia rompida e desabastecimento de ar medicinal.

“Nós fizemos a requisição dos prontuários médicos de cada paciente que veio à óbito. Foram realizadas diligências investigativas e diversas oitivas uma vez que o oxigênio tinha quantidade considerável, mas a UTI também precisa de ar medicinal. Houve um problema no compressor que gera o ar medicinal e foi acionado os cilindros reservas, só que esses cilindros era insuficientes para ficar muito tempo. Ao que tudo indica, a gente não pode afirmar, a equipe médica, prevendo o desabastecimento no período da madrugada decidiram fazer a transferência desses pacientes”, explicou o delegado responsável pelo caso, Luciano Santos.

A correia foi encaminhada para perícia, pois pode ser que a mesma não era a adequada (do fabricante) e por isso pode ter rompido, inclusive com a possibilidade de ser uma correia automotiva. Mas, somente a perícia poderá confirmar a suspeita quando concluída.

Câmara também investigará o caso

Foi aprovada e formada com cinco membros na Câmara de Vereadores de Porangatu, a Comissão Especial Temporária, criada com a finalidade de investigar os fatos ocorridos dia 11 de julho do corrente ano no Hospital de Campanha de Porangatu, que ocasionou o falecimento de pacientes que estavam internados naquela unidade de saúde. O prazo para conclusão dos trabalhos deverá ser de 90 (noventa) dias.

Presidente e Relator: Vereador Cristhian Chagas;

Vice-Presidente: Vereador Cleoci;

Secretário: Vereador João Gabriel;

Membro: Vereador Edmilson Andrade;

Membro: Vereador Kleber da Saúde

Prefeitura de Porangatu

A prefeitura Municipal de Porangatu informou que na segunda-feira (12), instaurou Processo Administrativo Disciplinar para apuração dos fatos ocorridos no HCamp no último domingo (11) e reiterou que está contribuindo com as investigações realizadas pelas autoridades competentes, e segue à disposição para demais esclarecimentos.

Na terça-feira (13), após perícia da Polícia Técnica Científica, ainda foi realizada vistoria técnica por uma comissão Multidisciplinar do município concluindo que os leitos de UTI encontram-se em plena operação, já recebendo os pacientes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui