Sobe para sete mortes entre pacientes após queda de energia do Hcamp Porangatu

1303

Veio a óbito nesta quinta-feira (29), mais uma paciente que foi transferida após queda de energia no Hcamp Porangatu para o Hospital de Enfrentamento à covid-19 do Centro Norte (HCN) de Uruaçu, ambos no norte de Goiás.

Jacia de Oliveira, 46 anos, estava internada no HCN desde o dia 11, quando uma árvore caiu na rede de fiação elétrica que abastecia o Hcamp Porangatu. Ela havia sido entubada no dia 07 de julho na unidade.

Com essa morte subiu para sete no total, sendo que um veio a óbito ainda na unidade em Porangatu, seis após transferência. De acordo com nota informativa do HCN, quatro permanecem na UTI em estado grave e um deles (Maria do Carmo) teve alta.

O Hcamp Porangatu só voltou a receber os pacientes de enfermaria e UTI dois dias após o ocorrido (terça-feira, 13), após a perícia da Polícia Técnica Científica realizar a vistoria.

De acordo com o último boletim epidemiológico atualizado e divulgado na última sexta-feira (16), havia 205 casos positivos em Porangatu, sendo 195 em isolamento domiciliar, 06 pacientes de Porangatu na UTI e cinco na enfermaria. A cidade havia registrado até aquela data (16), 135 óbitos.

NOTA INFORMATIVA

Em relação à solicitação deste veículo de comunicação, o Hospital de Enfrentamento à covid-19 do Centro-Norte Goiano (HCN), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), informa que os pacientes que foram admitidos do HCamp de Porangatu estavam em estado muito grave.

Dos 11 que foram admitidos, quatro permanecem na UTI em estado grave. Um deles teve alta. Todos os esforços estão sendo feitos para preservar a vida de todos que vieram de Porangatu e que se encontram internados no momento.

OUTRAS MORTES

Albinor Rodrigues Pereira de 76 anos, morreu no Hcamp Porangatu, antes da transferência e Altamiro Antônio de Souza de 70 anos, faleceu no Pronto Socorro de Uruaçu. Também morreram: Celso Rodrigues, 61 anos, de Porangatu, Divina Geralda de Oliveira, de 79 anos, da cidade de Novo Planalto. Nivaldo Ferreira dos Santos (46 anos) de Talismã, sul do Tocantins. Vanilton de Freitas Amorim, 41 anos.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui