Tioavô é preso por estupro de vulnerável de duas crianças

Os abusos ocorriam há cerca de seis meses, nas casas das vítimas, pois o mesmo tinha livre acesso às residências, por se tratar de tioavô das crianças.

1049

A Polícia Civil do Estado de Goiás, através da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente – DPCA de Porangatu/GO, cumpriu nesta segunda-feira (21), um mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro de vulnerável, em desfavor de um homem de 55 anos de idade, suspeito de abusar sexualmente de duas crianças de 04 e 11 anos.

De acordo com as investigações, os abusos ocorriam há cerca de seis meses, nas casas das vítimas, em Porangatu, pois o mesmo tinha livre acesso às residências, por se tratar de tioavô das crianças.

O delegado responsável pelo caso, Luciano Santos, explicou que a primeira situação com a criança de 04 anos, foi flagrada pela avó das crianças, que é irmã do autor. Já o caso da criança de 11 anos, foi confirmado por ela assim que os pais souberam do ocorrido e a perguntaram se o tioavô tinha tido a mesma atitude com ela. “Fragilizada a criança chorou ao relatar os abusos do tioavô”, explicou o delegado.

Após tomar conhecimento do fato, a mãe da criança de 04 anos enviou um áudio indignada ao tio que em resposta confessou o crime e disse estar arrependido. Ele ainda comentou que gostaria de continuar frequentando a casa da vítima. Após tomar conhecimento, através de uma namorada, que a família havia registrado ocorrência contra ele, saiu da cidade e foi encontrado quase um mês depois.

O suspeito foi localizado em uma fazenda na zona rural, a cerca de 20 Km da cidade de Campinaçu/GO. Após os procedimentos de praxe, o preso foi encaminhado à Unidade Prisional de Porangatu, onde ficou à disposição da Justiça. A ação ainda contou o apoio da Polícia Militar de Campinaçu/GO.

Em apoio a Polícia Civil que estava à procura do foragido da Justiça pelo crime de estupro de vulnerável, a equipe do 3° Batalhão de Polícia Militar composta subtenente Ronemarcio e soldado Pires, também colaborou na prisão do ex-cunhado dele que estava em posse de uma espingarda calibre 28, da marca Rossi, e uma caixa contendo 28 cartuchos do mesmo calibre.

A dupla foi conduzida para a Delegacia, juntamente com a arma de fogo apreendida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui